Translate

SDC

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Squirting, ejaculação feminina ou água sagrada

Este é um daqueles assuntos quase tabu quando se fala de sexo, é definitivamente um tema "menos claro", altamente exagerado pela industria pornográfica e que reúne as mais várias opiniões e teorias.

Curiosamente a primeira vez que ouvimos falar sobre a ejaculação feminina, foi em conversa com amigos de fora do meio e também tinha sido uma surpresa para ele. Foi daqueles temas que captou a atenção aqui da menina, que me disse depois e a rir "um dia também vou conseguir fazer!"...rimo-nos os dois e ficou por aí.

Mais tarde e já depois de quase termos esquecido o tema, numa das nossas saídas, o tema voltou à baila da forma mais inesperada e surpreendente...aliás foi uma noite de autêntica loucura e muitas descobertas, digamos apenas que quando se juntam a fome e a vontade de comer o resultado só podia ser um, a puta da loucura!!  Recordo-me perfeitamente dessa noite, desde o primeiro olá, até aos guardanapos no bar. Dos banhos geladoooos e de um outro bem mais quente...

sacred water
A ciência olha para o fenómeno da ejaculação feminina como algo fisicamente impossível, improvável os estudos multiplicam-se e as opiniões divergem. Há quem diga que é uma capacidade inata a todas as mulheres, outros teóricos que sustentam que é algo que apenas algumas mulheres conseguem. Nós não somos especialistas, mas uma coisa podemos afirmar com toda a certeza, existe sim!! Não é urina nem excesso de lubrificação, até porque tem sabor, cheiro e textura muito diferentes, mas seja o que for é muito bom e cada vez mais mulheres descobrem esta forma diferente de prazer, por isso nada como aprender com as tradições de muitos séculos para nos ajudar a desmistificar e desfrutar deste fenómeno.

E vocês, qual é a vossa opinião sobre o squirting????



Beijinhos e abraços,





3 comentários:

  1. Excelente vídeo didáctico! :)
    Por cá ainda não se estudou a técnica rigorosamente mas já aconteceu, naturalmente ao ritmo dos tambores, o jorro da água sagrada ;).Sao os tais momentos memoráveis de intimidade intensa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Definitivamente intensos...muito intensos!! ;)

      Eliminar
  2. Por cá tanto se treinou, por amor à arte, até que um dia se conseguiu. E o rio fluiu para o mar. Mas estranhamente, de tão intensos terem sido, não lhe ficou vontade de repetir (a ela). Sentiu-se num limbo onde perdia o controle e num trilho do qual achava que se continuasse a palmilhar, poderia não ter retorno. Vá-se lá entender as mulheres. Pela minha parte, vou pedindo um bis com paciência e carinho. Ficou prometido um encore.

    ResponderEliminar